obrigado!
entraremos em contacto consigo brevemente
O que é o Hacking ético? Descubra como usar o hacking de forma legal!

A maioria das pessoas sabe que hackear, praticar pirataria informática, é uma actividade ilegal. É do conhecimento público que ao hackear um computador, quer esteja à procura de dinheiro ou de informação, pode enfrentar acusações de crime. Assim, hoje vamos analisar o conceito de pirataria informática ética e explorar as diferenças entre estas duas práticas.

Hacking ético

Como o nome sugere, o white hat hacker é o oposto do hacking. Porquê? A pirataria informática ética envolve uma tentativa autorizada de obter acesso não autorizado a um sistema informático, aplicações, ou dados.

Os hackers éticos, também conhecidos como white hat hackers, têm o consentimento do proprietário para piratear computadores e sistemas para fazer testes de penetração e identificar quaisquer vulnerabilidades.

O nome surge numa referência aos filmes western, onde os cowboys heróicos usam, tradicionalmente, um chapéu branco.

Por oposição, um hacker malicioso é um intruso não autorizado, conhecido como um black hat hacker.

O que é que um hacker ético faz?

Um hacker ético normalmente aplica a duplicação de ações de atacantes maliciosos para identificar vulnerabilidades de segurança. Portanto, o profissional tenta contornar a segurança do sistema para encontrar e expor pontos fracos.

Para que o hacking seja ético, o pirata deve ter permissão do proprietário da empresa.

Esta estratégia permite às empresas antecipar e resolver vulnerabilidades antes que um hacker as explore. Estas vulnerabilidades são tipicamente encontradas na configuração incorrecta dos sistemas e em falhas de hardware ou software.

Muito frequentemente, os hackers éticos são especialistas em segurança. Após descobrirem uma vulnerabilidade, devem documentá-la e fornecer à organização conselhos sobre a sua reparação.

Habilidades e técnicas

A fim de identificar vulnerabilidades de segurança, a maioria dos profissionais utiliza testes de penetração.

Esta técnica é uma forma de hacking ético que envolve a tentativa de violação de sistemas de aplicação, APIs, servidores front-end/back-end, sistemas operativos, ou outros.

Os testes de penetração podem incluir testes internos, externos, e de aplicações web.

Os testes externos são o tipo mais comum e envolvem alguém fora da organização que tenta infiltrar-se nos sistemas de segurança.

Um hacker ético deve ter uma vasta gama de conhecimentos informáticos. Mas, todos os hackers éticos devem ter:

  • Experiência em línguas de scripting.
  • Proficiência em sistemas operativos.
  • Conhecimento profundo do trabalho em rede.
  • Uma base sólida nos princípios da segurança da informação.

Na Zalox, trabalhamos para eliminar qualquer falha de segurança. A segurança é uma das nossas prioridades. Continue a ler o nosso blog para saber mais.

+351 302 080 014
Phone
Chat