sexta, 11 janeiro 2019
| comunicacao |
72 Visualizações

A autenticação biométrica está a moldar o futuro do mobile

O termo biometria tem a sua origem etimológica no grego e significa medida e vida. A tecnologia de segurança biométrica estreou-se comercialmente em 1970 e desde então integra quase todas as tecnologias de segurança mais avançadas, sendo utilizada por todo o tipo de organizações governamentais, militares, privadas, saúde, entre outros.

A tecnologia biométrica realiza autenticação baseada nas características físicas dos indivíduos, como impressão digital, face, ADN, geometria da mão, identificação da íris ou características comportamentais como ritmo de marcha e voz.

 

Os sistemas de autenticação biométrica podem substituir os métodos de segurança tradicionais dos telemóveis, como passwords,  PINs ou padrões de desbloqueio. Atualmente, quase todos os smartphones mais recentes têm um ou vários tipos de método de autenticação biométrica incorporados, nomeadamente o reconhecimento de impressões digitais, reconhecimento facial, reconhecimento de assinatura, de voz e de íris.

 

Com os dispositivos móveis a desempenhar um papel cada vez mais significativo na vida cotidiana das pessoas, cresce a necessidade de criar métodos de segurança mais avançados. Atualmente, é comum as pessoas fazerem uso e guardarem informações confidenciais nos telefones, como aplicações de bancos, e-mails pessoais e profissionais, entre outros dados pessoais que querem ter seguros. A utilização de métodos de autenticação biométrica reduz a probabilidade de hackers acederem ilegalmente às suas contas utilizando passwords.

 

Por isso, a autenticação biométrica é uma das melhores soluções de segurança para os dispositivos móveis, tanto para desbloqueio do aparelho como para acesso e autorização de determinadas operações em aplicações móveis.

 

Por outro lado,  a autenticação biométrica pode também trazer vantagens muito práticas que vão além dos aspetos de segurança. Estes métodos podem eliminar a necessidade de registar todas as suas informações ao fazer compras online ou outras transações online que exijam login, simplificando o processo.

 

Apesar de todas as vantagens, a tecnologia biométrica usada na maioria dos dispositivos móveis atualmente não é tão avançada como em sistemas de última geração, tendo algumas fragilidades. Apesar do seu potencial, várias experiências demonstraram que não é tão difícil como seria de esperar a “clonagem” de uma impressão digital recorrendo a moldes feitos com materiais simples. Há vários casos documentados por especialistas de segurança que demonstram que todos estes métodos têm falhas e devem ser complementados com outros métodos de segurança.

 

Por fim, a autenticação biométrica nos dispositivos móveis não apenas torna os telefones mais seguros ou fáceis de usar, mas também mais dinâmicas e interativos.

Partilhar este artigo