obrigado!
entraremos em contacto consigo brevemente
Realidade Aumentada: o conteúdo do futuro?

Nos últimos anos, o interesse na Realidade Aumentada cresceu bastante junto dos amantes de tecnologia. Hoje, assume um papel cada vez mais preponderante nas interações digitais dos utilizadores, o que nos faz questionar sobre o papel da Realidade Aumentada na produção de conteúdo do futuro.  

Em primeiro lugar, é importante não confundir Realidade Aumentada com Realidade Virtual. A Realidade Virtual é uma tecnologia que substitui tudo o que vemos no mundo real por conteúdo 100% virtual. Por norma, é necessário recorrer a tecnologia especial, como os óculos de realidade virtual, para que o utilizador não tenha acesso a nada do mundo real e se sinta imerso numa nova realidade durante a experiência.

Já a Realidade Aumentada projeta informações como imagens, gráficos, personagens e texto no mundo real. Um exemplo bastante popular é o jogo Pokémon Go, cujas personagens surgem e são capturadas pelo jogador no ambiente em que a pessoa estiver, como se dele fizessem parte. Outra aplicação muito popular da realidade aumentada são os filtros do Instagram Stories e do Snapchat, que incluem animações e acessórios sobrepostos às imagens captadas pela câmera do smartphone. A grande vantagem da Realidade Aumentada sobre a Realidade Virtual é precisamente não depender de objetos caros e que isolam quem os utiliza, sendo apenas necessários os comuns smartphones.

Com o sucesso crescente da Realidade Aumentada também as redes sociais apostaram nesta tecnologia. O Snapchat criou o Lens Studio em Dezembro de 2017. O Lens Studio permite que qualquer pessoa submeta  “lentes”, ou seja experiências de realidade aumentada, e as partilhe com milhões de utilizadores em todo o mundo. Em apenas dois meses, mais de 30 mil animações foram submetidas na plataforma.

Logo de seguida, o Facebook lançou a sua própria versão: o AR Studio. Já em 2018, chegaram os Snappables, um conjunto de jogos de Realidade Aumentada criados pela Snap Inc. em que os jogadores utilizam toque, movimento e expressões faciais para jogar.

Mais recentemente, os anúncios de Facebook começaram também a incorporar Realidade Aumentada. Marcas como a Sephora ou a Michael Kors permitem agora experimentar óculos de sol ou maquilhagem sem sair da comodidade de casa. Os utilizadores podem clicar num anúncio da Michael Kors e usar a câmera do smartphone para sobrepor os óculos de sol no rosto e ver como ficam em modelos e cores diferentes. O mesmo pode ser feito com batom virtual num anúncio da Sephora.

Por último, a nova aplicação do IKEA permite virtualmente "colocar" os produtos IKEA nas divisões da sua casa. Basta apontar a câmera do telemóvel para a zona que quer mobilar e escolher o produto que pretende colocar nesse sítio. A aplicação inclui modelos em 3D e em escala real de tudo, desde sofás e poltronas a mesas e camas. No entanto, o IKEA Place ainda só é compatível com o iPhone 6s e modelos mais recentes.

Os profissionais de marketing sabem que o conteúdo está constantemente a evoluir e que devem acompanhar as tendências e aprender a tirar vantagem das novas tecnologias. A Realidade Aumentada está a criar o conteúdo mais criativo e interativo, tornando-se especialmente apelativo numa época em que as redes sociais têm um papel central nas nossas vidas. O verdadeiro desafio para os produtores de conteúdo será pensar fora da caixa e criar conteúdo 3D que aproveite o sucesso da Realidade Aumentada junto dos utilizadores.

+351 226 092 388
Phone
+351 226 092 388
Whatsapp
Chat