obrigado!
entraremos em contacto consigo brevemente
Como criar conteúdo para várias gerações: acabar com o fosso geracional

Já muito se falou do papel das redes sociais na vida cotidiana dos cidadãos, e mais ainda das inúmeras vantagens do Marketing de Redes Sociais para as empresas.

No entanto, muitas marcas ainda têm dificuldade em adaptar o conteúdo ao seu público-alvo, cometendo muitas vezes o erro de tentar atingir vários grupos de consumidores em vez de direcionarem o conteúdo para um segmento específico.

Analisar as diferenças geracionais no uso das redes sociais e nas preferências de conteúdos e formatos é uma boa forma de começar. A Sprout Social entrevistou 1000 Baby Boomers, 1000 indivíduos da Geração X e 1000 Millennials para compreender as diferenças entre comportamento, perceção e expectativas de cada geração.

Baby Boomers

Baby Boomer é o termo utilizado para referir indivíduos nascidos entre 1946 e 1964. Ao longo dos anos, os Baby Boomers foram injustamente estereotipados como uma geração pouco permeável às tecnologias. No entanto, os dados apontam para que esta geração tenha o crescimento demográfico mais rápido nas redes sociais, com 82,3% da geração ativa em pelo menos uma rede social.

Sabe-se que os Baby Boomers gostam de conteúdo online, gastando mais tempo online do que qualquer outra geração. A plataforma social em que passam mais tempo é o Facebook e não são fãs do Instagram. Em termos de formato, os Baby Boomers respondem melhor às imagens e aos vídeos mais lentos, repletos de informações. Deixe os memes, GIFS e vídeos com música muito alta para os Millennials.

Generation X

A Geração X é a faixa demográfica nascida entre os Baby Boomers e os Millennials, não tendo datas precisas para quando termina ou começa. Geralmente, usa-se como referência para indivíduos nascidos entre meados da década de 1960 e o início da década de 1980.

A Geração X não cresceu com a internet como os Millennials, mas adotaram-na rapidamente enquanto jovens adultos. Agora, passam cerca de sete horas semanais nas redes sociais. Esse dado, aliado ao facto de terem um elevado poder de compra, deve ser aproveitado pelas marcas que os têm como público-alvo.

Os formatos preferidos da Geração X incluem blogs, imagens, infografias, ebooks e estudos de caso. Segundo dados da Sprout Social, são os mais propensos a seguir uma marca para concursos e promoções. Para melhor lhes chegar, as marcas devem publicar às horas em que estão mais ativos: entre as 20h e a meia-noite.

Millennials

Os Millennials são a primeira geração a ter contacto desde cedo com a internet, mas isso não faz deles a faixa etária mais fácil de atingir, antes pelo contrário. Tendo crescido com a Internet, os Millennials são muito seletivos quanto ao conteúdo online que consomem. Pode-se dizer que os Millennials “já viram tudo”, portanto não se deixam impressionar facilmente.

Os Millennials consomem preferencialmente entretenimento de temas como tecnologia, desporto e comédia e são a geração que mais partilha memes e gifs relacionados com cultura popular e social.

Geração Z

A Geração Z é composta por aqueles que nasceram entre 1996 e 2010. Contrariamente às gerações anteriores, a Geração Z cresceu no mundo digital, com a tecnologia sempre presente em todas as vertentes da sua vida.  Estima-se que até 2020 a Geração Z represente cerca de 40% de todos os consumidores. Assim, é muito importante que a sua empresa inclua esta geração na sua estratégia de marketing.

Tendo como base as informações acima, é essencial que as marcas identifiquem a sua audiência nas várias redes sociais e definam o método mais eficaz para a alcançar, ou correm o risco de criar conteúdo para ninguém.

Os dados referentes à forma como cada geração interage com o conteúdo online ajudarão as marcas a desenvolver uma estratégia de conteúdo geracional mais inteligente. Lembre-se: se tentar alcançar todos, provavelmente não vai alcançar nenhum.

+351 226 092 388
Phone
+351 226 092 388
Whatsapp
Chat