obrigado!
entraremos em contacto consigo brevemente
A Black Friday ainda faz sentido para os novos consumidores?

Há várias décadas que, para os consumidores, a Black Friday marca o início das compras de Natal e a oportunidade para adquirir produtos específicos a preços muito reduzidos.

A efeméride é tradicionalmente norte-americana, onde a loucura é tanta que todos os anos se registam conflitos entre clientes. Em Portugal, a Black Friday é uma tradição relativamente recente no comércio, mas as grandes marcas aderem à data, disponibilizando promoções tanto nas lojas físicas como online.

No entanto, dados recentes mostram que a Black Friday já não constitui o atrativo que em tempos foi, especialmente para a nova geração de consumidores, que tem acesso a muito mais promoções, saldos e descontos ao longo do ano do que acontecia com as gerações anteriores.

A Forbes realizou um inquérito aos consumidores sobre as suas compras de Natal e intenções de compras na Sexta-Feira negra. 75% dos consumidores entre os 13 e os 35 anos declararam que vão fazer as suas compras de Natal até à última semana de Dezembro, contra 69% dos consumidores com mais de 35 anos, que disseram terminar as suas compras de Natal na Black Friday.

O mesmo inquérito revelou que apenas 35% dos inquiridos farão compras na Black Friday, contra 59% em 2015.

A grande razão apontada é que hoje em dia os descontos estendem-se por tantos dias, que os consumidores consideram que a penúltima sexta-feira de Novembro já não é uma enorme oportunidade.

Numa época em que uma grande percentagem de compras é feita online, onde parece existir sempre uma promoção especial, a Black Friday parece estar a tornar-se obsoleta para a nova geração de consumidores, especialmente os da Geração Z, que tem características de consumo bastante particulares. Para a Black Friday continuar a ser um acontecimento comercial relevante, as marcas terão de se adaptar aos hábitos de consumo dos novos consumidores.

+351 226 092 388
Phone
+351 226 092 388
Whatsapp
Chat